A Polícia Judiciária deteve esta sexta-feira um suspeito, de 47 anos, de ter asfixiado até à morte um homem em Loulé.

O crime terá acontecido em 28 de outubro de 2021, altura em foi localizado o cadáver da vítima, de 61 anos que, diz fonte da Polícia Judiciária, "aparentemente, havia padecido de causas naturais associadas ao abuso crónico de álcool".

Contudo, o DIAP de Loulé avançou com exames forenses conduzidos por peritos médicos do Gabinete Médico Legal e Forense do Sotavento Algarvio, que levaram a autoridade a chegar a outra conclusão: um diagnóstico de homicídio.

Na sequência do pedido de intervenção da Polícia Judiciária e em resultado da investigação de imediato desencadeada, viriam a ser recolhidos indícios que culminaram na detenção do alegado agressor.

Informa a Polícia Judiciária em comunicado que ainda se encontra por perceber as reais motivações do crime. "Recai sobre o ora detido a suspeita de, em contexto seguido ao consumo excessivo e descontrolado de álcool da parte dos dois indivíduos, ter provocado a morte da vítima por meio de asfixia".