A Polícia Judiciária (PJ) deteve cinco indivíduos, uma mulher e quatro homens, pela presumível prática de um crime de rapto e de tráfico de estupefacientes.

De acordo com o comunicado da PJ, "a vitima, uma mulher recém-chegada a território nacional, portadora de produto estupefaciente, terá sido raptada por três indivíduos, que simularam a qualidade de agentes de autoridade. Conseguiu, entretanto, escapar à ação dos raptores, regressando ao país de origem."

Os arguidos, de nacionalidade portuguesa e estrangeiros, integram grupos criminosos dedicados ao tráfico de estupefacientes internacional.

Após primeiro interrogatório, quatro dos cinco arguidos ficaram em prisão preventiva.

Lara Ferin