A Polícia Judiciária (PJ) deteve no Alentejo dois homens, pai e filho, procurados desde 2017 por suspeitas de crimes na região dos Balcãs.

Os detidos foram presentes ao Tribunal da Relação competente, aguardando pelos ulteriores termos do processo de extradição em prisão preventiva, até serem entregues às autoridades competentes”, indicou, em comunicado, a PJ.

A operação foi desencadeada na zona do Alentejo, tendo em vista dar cumprimento a dois mandatos de detenção internacionais, emitidos pela República de Montenegro.

Os dois homens, pai e filho, de 57 e 30 anos, eram procurados, desde 2017, “por suspeitas de pertencerem a uma associação criminosa montenegrina dedicada a extorsões, através de ofensas à integridade física e da posse e uso de armas proibidas, e ao tráfico de estupefacientes, na região dos Balcãs, bem como ao branqueamento dos proveitos dessas atividades”.

Através da equipa FAST, a PJ circunscreveu a área de pesquisa até identificar a habitação onde foram encontrados os dois homens, uma arma de fogo ilegal, documentos de identificação “aparentemente falsos” e um “veículo furtado/roubado em 2019”.

Os detidos vão aguardar agora, em prisão preventiva, o processo de extradição.

/ CM