A Polícia Judiciária (PJ) deteve na zona do Porto três homens alegadamente envolvidos em quatro sequestros e roubos, incluindo a um taxista, que fecharam na mala do veículo, e a um estudante, a quem extorquiram 25 mil euros.

Em comunicado, emitido esta qunta-feira, a Diretoria do Norte da PJ informa que um dos detidos está já em prisão preventiva e que os dois restantes foram obrigados por um juiz de instrução a permanecerem nas suas habitações.

Dos quatro crimes de roubo e sequestro pelos quais estão indiciados, um respeita a um estudante universitário que em outubro do ano transato foi desapossado da quantia de cerca de 25 mil euros da conta bancária por si titulada”, explica a PJ.

Um segundo, acrescenta o comunicado, “refere-se a um taxista que, em novembro de 2019, foi alvo de roubo e sequestro após ter sido colocado na mala bagageira do veículo, mais tarde abandonado na área de Vila Nova de Gaia”.

A PJ afirma ter recolhido, durante a realização de diversas buscas domiciliárias e não domiciliárias, “prova relevante relacionada com os factos em investigação e produto estupefaciente”.

Os três detidos, todos sem profissão, têm idades compreendidas entre os 19 e os 22 anos e residem Vila Nova de Gaia.

Segundo a polícia, “integram um grupo de, pelo menos seis indivíduos que no final do ano transato praticaram cerca de duas dezenas de roubos e sequestros” na Área Metropolitana do Porto, “sendo que três deles já estavam sujeitos a medida de coação de obrigação de permanência na habitação com vigilância eletrónica por crimes de idêntica natureza em processo autónomo”.