O homem de 62 anos suspeito de matar a ex-companheira com uma arma de fogo em Grijó, concelho de Vila Nova de Gaia, na quarta-feira, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ), revelou aquela força policial.

Em comunicado, a PJ indica que o detido, de 62 anos de idade, terá efetuado “dois disparos contra a vítima”, a ex-companheira com 42 anos de idade, “tendo depois atentado contra a própria vida”.

A PJ refere que o arguido escondeu a arma de fogo usada antes de ser socorrido, mas esta foi já localizada.

O homem, vendedor de fruta, encontra-se hospitalizado, mas não corre perigo de vida, aguardando ser ouvido em primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

A GNR revelou na quarta-feira que um homem matou, com um disparo de arma de fogo, a ex-companheira em Vila Nova de Gaia, tendo sido detido numa altura em que estaria a tentar o suicídio com a mesma arma.

/ HCL