Um homem natural de Marco de Canaveses foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) e extraditado para Marselha, França, a fim de cumprir 13 anos de prisão por 11 crimes de violação, revelou esta sexta-feira a autoridade portuguesa.

Em comunicado, a Diretoria do Norte da PJ refere que o homem foi capturado na quinta-feira “na sequência do cumprimento de mandados de detenção”.

O visado, de 49 anos e casado, é um operário da construção civil que tinha trabalho na região francesa de Marselha e cuja residência em Portugal se situa na cidade de Marco de Canaveses, distrito do Porto.

Os factos mais antigos remontam a 2013, sublinha a PJ, que não adiantou quaisquer outros pormenores.