Um homem foi detido por suspeitas de crime de tráfico de estupefacientes e peculato na sequência de uma investigação que terá lesado o Serviço Nacional de Saúde em meio milhão de euros, anunciou a Polícia Judiciária.

Em comunicado, a PJ adianta que, no decurso da operação foram realizadas sete buscas domiciliárias e quatro buscas não domiciliárias, tendo sido apreendida “diversa documentação e material relacionado com a atividade criminosa em investigação”.

No âmbito da operação foram, segundo a PJ, constituídos seis arguidos pela prática dos crimes de tráfico de estupefacientes, tráfico de influências e branqueamento e peculato.

A PJ adianta ainda que foi apreendido diverso material probatório, relacionado com a prática da atividade criminosa.

“O montante até agora apurado do prejuízo causado ao Estado cifra-se em cerca de meio milhão de euros, mas estima-se que ultrapasse largamente este valor”, segundo a PJ.

O homem de 28 anos detido pelas autoridades será presente a tribunal para primeiro interrogatório.

A operação foi levada a cabo pela PJ, através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção, com a colaboração do Ministério da Saúde.

A PJ informa ainda que a investigação, que visa apurar o total do prejuízo causado ao Estado Português através do desvio de medicamentos, nomeadamente fármacos como hormonas de crescimento e opioides, continua.