A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes, deteve, nos últimos dias, um homem, de 32 anos, estrangeiro, por tráfico de Khat, planta que contém uma substância psicoativa com efeito semelhante ao das metanfetaminas.

O detido, cidadão de um país PALOP, é suspeito de importar "significativas quantidades de Khat de um país africano e à sua posterior distribuição por diferentes países europeus", segundo o comunicado divulgado pela PJ nesta sexta-feira.

A detenção ocorreu na sequência da deteção de uma "encomenda com aproximadamente 82 quilos de folhas" de Khat no terminal de carga do Aeroporto de Lisboa, denunciada pela Autoridade Tributária à Polícia Judiciária.

O Khat (Catha edulis) é uma planta angiospérmica nativa das áreas tropicais da África Oriental e da Península Arábica que contém um alcalóide denominado catinona, que é uma substância psicoativa com efeito semelhante ao das metanfetaminas", explicou, ainda, a PJ.

Ao detido, presente a primeiro interrogatório judicial, foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Catarina Machado