A Polícia Judiciária (PJ) deteve três homens, de 49, 40 e 39 anos, suspeitos de roubo agravado, sequestro e extorsão a um casal na Lourinhã, no distrito de Lisboa, foi esta sexta-feira anunciado em comunicado.

Em março, os suspeitos "introduziram-se, ameaçaram, amarraram, amordaçaram e agrediram as duas vítimas - um homem e uma mulher - na residência destas, visando apropriarem-se de 200 mil euros que supostamente teriam em casa", refere a PJ no comunicado.

Os crimes foram cometidos por dois dos agora detidos, "seguindo as ordens e instruções do terceiro" detido, e contou com a participação de outros três homens, ainda por localizar e identificar.

Sem conseguirem apoderar-se da quantia monetária, roubaram diversos bens, entre os quais documentos pessoais, cartões bancários, computadores, telemóveis e dois mil euros em dinheiro.

O grupo é suspeito dos crimes de roubo agravado, sequestro, extorsão e detenção de arma proibida.

Nos dias seguintes, as vítimas foram várias vezes contactadas pelos suspeitos, que, recorrendo a ameaças contra a vida, exigiam a entrega da quantia monetária.

Na operação realizada na quinta-feira, a PJ apreendeu "relevante material probatório e comprovativo da atividade criminosa", nomeadamente mais de uma dezena de passaportes estrangeiros verdadeiros, títulos de residência e cartões de crédito e débito.

No comunicado, a PJ acrescenta que está a investigar a participação dos suspeitos noutros crimes semelhantes.

/ CE