O agente Manuel Morais, do Corpo de Intervenção da PSP, foi alvo de processo disciplinar, disse esta sexta-feira à Lusa fonte da direção nacional da PSP, sem precisar se o motivo se prende com declarações na última manifestação de polícias.

De acordo com o Diário de Notícias, o ex-sindicalista Manuel Morais é visado num processo disciplinar aberto pela direção nacional da PSP por declarações feitas na última manifestação de polícias, em 21 de novembro, em que criticou a presença do deputado do partido Chega, André Ventura.

A fonte da direção nacional da PSP adiantou à Lusa que a abertura do processo disciplinar ao agente em causa deve-se à "violação do Código Deontológico", devendo o visado ser "notificado do comportamento em concreto" que alegadamente consubstancia a "violação de deveres".

/ CE