Cerca de meia centena de manifestantes cortaram esta tarde o trânsito na Rotunda do Relógio, junto ao Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, em protesto contra a poluição provocada pelos aviões.

Pelo menos 25 manifestantes foram detidos por desobediência, tendo os polícias feito várias advertências para desocuparem a via, mas os manifestantes não obedeceram aos avisos.. 

Os manifestantes começaram pelas 16:30 o protesto na zona das chegadas do aeroporto, sempre vigiados pela Polícia de Segurança Pública (PSP), e rumaram depois a pé até à Praça do Aeroporto, conhecida como Rotunda do Relógio.

Ali, acabaram por cortar o trânsito, constatou a Lusa no local.

A PSP está entretanto a retirar à força outros manifestantes que estavam a tentar cortar ao trânsito outras vias de acesso à rotunda do relógio.

"Mais ferrovias, menos aviões”, "Transição justa, justiça climática" são as palavras de ordem deste movimento denominado Climáximo.

Ao mesmo tempo que a ciência e critérios de justiça social nos dizem que Portugal precisa de cortar as suas emissões de gases com efeito de estufa em 74% até 2030, o Governo mostra a sua hipocrisia ao prometer reduzir emissões aumentando-as, através da aviação", afirmou Beatriz Rodrigues, porta-voz da ação, num comunicado em que anunciava o protesto.

. / LF - Notícia atualizada às 19:22