A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, esta terça-feira, a detenção do suspeito da autoria de um crime de homicídio, ocorrido esta madrugada em Carriço, Pombal, e que vitimou um homem de 36 anos, na casa onde ambos residiam.

Em comunicado, a Directoria do Centro da PJ, informou que o suspeito, de 43 anos, é manobrador de máquinas e terá agido por «motivos passionais». «O suspeito utilizou uma pistola de calibre 6,35 mm, que depois escondeu, mas que foi, entretanto, recuperada», revela o comunicado.

Fonte da Polícia Judiciária disse à Agência Lusa que o alerta para o crime foi dado cerca das 00:45 para a GNR, tendo o presumível homicida sido detido pelas 06:30. «A indicação que havia era que o crime tinha sido praticado por desconhecidos, mas das diligências efectuadas apurou-se que o suspeito vivia com a vítima», acrescentou a mesma fonte.

Segundo este responsável, a «morte foi extremamente violenta». «A vítima foi amarrada nos pés e mãos, amordaçada com fita adesiva, e os dois tiros foram feitos a curta distância», declarou, admitindo que se assemelhava a uma «execução».

O detido deverá ser presente quarta-feira a um juiz de instrução criminal para primeiro interrogatório judicial. Fonte da GNR adiantou que a vítima, cujo corpo foi transportado para o Gabinete Médico-Legal, trabalhava numa empresa da Figueira da Foz.
Redação / MM