Um confessionário erótico, onde as mulheres podem questionar «stripers» e tirar dúvidas com especialistas, e um espaço dedicado ao Brasil, com «estrelas» do entretenimento para adultos, são as novidades do Salão Erótico de Lisboa, que começa a 31 de Outubro.

Segundo noticia a Lusa, mais de 100 artistas nacionais e internacionais, 400 shows contínuos e 60 expositores prometem «fazer suar» os visitantes que, entre 31 de Outubro e 02 de Novembro, se deslocarem à Feira Internacional de Lisboa (FIL), no Parque das Nações, refere a organização em comunicado.

«A partir desta edição, o evento passa a contar com um país convidado e uma área dedicada ao mesmo, cabendo a honra, este ano, ao Brasil», adianta a organização. A actriz brasileira de cinema para adultos Dunia Montenegro será a «madrinha» do espaço, que será animado com uma bateria de escola de samba, aulas de samba de avenida, demonstrações de capoeira e espectáculos de striptease.

A «Área LGBT» será outras das novidades do Salão Internacional Erótico de Lisboa (SIEL), que terá um palco com espectáculos de música e «drag queens».

Devido ao número cada vez maior de mulheres que visitam o certame, que no ano passado representaram 30 por cento dos visitantes, foi criada a área Sexto Sentido, disse à agência Lusa Jorge Sousa, da organização.

Nesse espaço irá funcionar o «confessionário erótico», onde as mulheres podem esclarecer dúvidas com um especialista, e irão decorrer diferentes aulas de sedução e a apresentação de técnicas e treinos para o fortalecimento dos músculos vaginais, o «pomporismo», um «método que reforça a saúde da mulher e beneficia a sexualidade do casal».

A Área Swinger regressa ao SIEL, mas desta vez funcionará de forma contínua porque «tem crescido muito em Portugal a procura do swing por casais», assim como o aparecimento de clubes, disse Jorge Sousa à Lusa.

O realizador Sá Leão também vai participar no evento com a realização no «Estúdio X» de um filme para adultos com actores nacionais e internacionais. Depois da presença no ano passado da actriz de filmes pornográficos Cicciolina, será a vez este ano da actriz húngara Sophie Evans, adiantou Jorge Sousa.

A «interactividade com o público» estará assegurada pelos concursos: Strippers, Garganta Funda e Kamasutra e a eleição de Miss & Mister SIEL 2008.

Nos últimos três anos, mais de 100 mil pessoas visitaram o Salão Internacional Erótico de Lisboa, segundo as contas da organização.
Redação / - LM