Um dos nove infetados com coronavírus em Portugal é um trabalhador de uma fábrica de calçado em Lousada, no Porto. A fábrica foi encerrada pela Direção Geral de Saúde e os 64 trabalhadores foram colocados de quarentena.

O trabalhador infetado, de 50 anos, esteve na Feira de Calçado de Milão e está agora internado no hospital de São João, no Porto.

Ao que a TVI24 conseguiu apurar, o homem viajou acompanhado pelo filho do dono da empresa, que entretanto não apresentou sintomas do novo coronavírus.

Os dois homens chegaram a Portugal há precisamente duas semanas.

Numa fase inicial e ainda assintomático, o trabalhador apresentou-se a um serviço de saúde, onde fez um despiste do vírus que deu negativo e foi mandado para casa.

No entanto, dias mais tarde, os sintomas surgiram e um novo teste confirmou que o funcionário estava infetado com COVID-19, estando agora internado.

Na quinta-feira, os bombeiros de Felgueiras foram chamados a casa da mãe do trabalhador.

surto de Covid-19, que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou mais de 3.450 mortos e infetou mais de 97 mil pessoas em pelo menos 86 países, incluindo nove em Portugal.

Até à meia-noite de sexta-feira (16:00 horas de quinta-feira, em Lisboa), a China continental, que exclui Macau e Hong Kong, somava, no total, 3.042 mortes e 80.552 casos de infeção, mais de 80% do conjunto global em todo o mundo, apesar dos surtos recentes em Itália, Irão, Coreia do Sul e Japão.

A China informou que mais de 53.700 pessoas receberam alta no país desde o início do surto.

Além dos 3.042 mortos na China Continental, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Hong Kong, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos, Filipinas, Espanha, Reino Unido e Iraque.

João Nápoles