Uma nova praia fluvial começou a ser construída nas margens do Alqueva, junto à aldeia que deu o nome à albufeira, no concelho de Portel, distrito de Évora, devendo começar a funcionar no verão do próximo ano.

A empreitada começou com "trabalhos preparatórios", como a limpeza do terreno onde vai ser criada a nova zona balnear, disse esta segunda-feira o presidente da Câmara de Portel, José Manuel Grilo, em declarações à agência Lusa.

Situada a cerca de um quilómetro e meio da aldeia de Alqueva, a futura praia vai envolver um investimento na ordem dos 400 mil euros, estando prevista a candidatura do projeto ao Programa Valorizar, do Turismo de Portugal.

A nova praia de Alqueva vai ser a quarta da albufeira, depois da abertura, no ano passado, de uma outra perto da aldeia de Amieira, também no concelho de Portel, e, anteriormente, de outras duas em Monsaraz, no concelho de Reguengos de Monsaraz, e em Mourão.

De acordo com o autarca de Portel, após a primeira fase das obras, segue-se o lançamento do concurso público, pelo que "este ano não vai ficar pronta" para ser utilizada pelos banhistas, prevendo-se a entrada em funcionamento no verão de 2021.

A praia vai ficar numa área onde era um parque de merendas, que está classificada no Plano de Ordenamento da albufeira como zona de lazer", adiantou José Manuel Grilo, indicando que para o acesso ao local já existe uma estrada pavimentada.

O presidente do município realçou que a futura zona balnear de Alqueva terá um areal "mais pequeno" do que o da praia da Amieira, precisando que este terá "pelo menos 100 metros de praia vigiada".

Segundo o autarca, a nova praia vai ter instalações de apoio, bar, balneários e casa de banho, assim como um passadiço para dar acesso a estas zonas.

José Manuel Grilo disse que a autarquia ainda não tem indicações "em concreto" das medidas de segurança que terão de ser adotadas na atual praia fluvial da Amieira, devido à pandemia da covid-19, estando a aguardar indicações da Agência Portuguesa do Ambiente.

Se calhar, as medidas vão andar muito perto daquilo que são adotadas para as praias de mar. À partida, os balneários não poderão ser utilizados e terá de haver um maior distanciamento entre os toldos no areal", acrescentou.

Inaugurada no verão do ano passado, a praia fluvial da Amieira vai poder hastear este ano a Bandeira Azul, galardão que distingue a qualidade balnear.

/ RL