A circulação rodoviária no Itinerário Principal 2 (IP2), entre Portel e Monte Trigo (Évora), já foi restabelecida, nos dois sentidos, depois do acidente que causou dois mortos e quatro feridos graves, revelou a GNR.

Segundo adiantou à agência Lusa a mesma fonte, o trânsito, que foi cortado devido ao acidente, sendo os automobilistas desviados para a Estrada Nacional 18 (EN18), foi normalizado às 18:45.

A colisão ocorreu às 15:26, ao quilómetro 298 do IP2, perto de Portel, adiantou à Lusa o Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Évora.

O sinistro envolveu uma carrinha de nove lugares e uma viatura «pick-up», provocando dois mortos e quatro feridos graves, que já deram entrada no Hospital de Évora.

A GNR revelou à Lusa que os feridos, que tiveram de ser desencarcerados, são todos do sexo masculino, o mesmo acontecendo com as duas vítimas mortais.

Os dois homens que morreram, um deles de 55 anos e outro de 34, seguiam na viatura ligeira de passageiros (a carrinha de nove lugares), bem como dois dos feridos graves, com 20 e 33 anos.

Os outros dois feridos graves, pai e filho, são o condutor da viatura «pick-up» e o passageiro de 21 anos.

De acordo com a GNR, o sinistro aconteceu porque a viatura ligeira de passageiros, que seguia «no sentido sul-norte, entrou em despiste» e foi colidir «com a parte frontal da pick-up», que seguia em sentido contrário.

No local do acidente estiveram vários meios do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), nomeadamente dois helicópteros, as Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação (VMER) de Évora e Beja e a ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) de Estremoz.

O socorro aos feridos mobilizou ainda 37 elementos das corporações de bombeiros de Portel, Vidigueira e Évora, apoiados por 13 viaturas.
Redação