O Tribunal de Portimão decretou prisão preventiva ao suspeito de tentar matar a mulher a tiro na via pública, em Portimão, na noite de segunda-feira, causando-lhe ferimentos graves, foi esta quarta-feira anunciado.

O homem, de 68 anos, esperou que a mulher, de 42, iniciasse o trajeto do trabalho para casa e disparou três tiros que a atingiram “na face e na zona cervical, causando ferimentos que puseram em perigo a vida da vítima”, adianta o Ministério Público (MP).

O suspeito e a vítima são casados e têm duas filhas menores, mas “estão de relações cortadas desde meados do ano de 2020”, precisa a procuradoria da Comarca de Faro em comunicado divulgado na sua página de Internet.

O Ministério Público requereu e foi aplicada ao suspeito a medida de coação de prisão preventiva, acrescenta a mesma nota.

O crime ocorreu pelas 20:00 de segunda-feira, “em plena via pública na cidade de Portimão”, segundo a Polícia Judiciária.

O homem está indiciado pelo crime de homicídio qualificado na forma tentada.

/ RL