Um suspeito de oito furtos em Vila do Conde, Póvoa de Varzim e Maia, distrito do Porto, e com antecedentes criminais por roubo ficou em prisão preventiva, depois de ter sido detido na quinta-feira, anunciou este domingo a GNR.

Além deste, os militares detiveram a sua mulher pela prática dos mesmos crimes, tendo esta ficado sujeita a apresentações diárias e obrigação de frequência de tratamento de desintoxicação para reinserção social.

O casal, de 30 e 32 anos, foi detido na quinta-feira, no âmbito de uma investigação relacionada com uma série de furtos em residências, veículos e estabelecimentos comerciais.

Em comunicado, esta força policial explicou que os suspeitos atuavam durante a noite, entrando nas casas, lojas e carros através de arrombamento e, já no interior, furtavam principalmente telemóveis, computadores portáteis, dinheiro, joias e peças de vestuário, que vendiam no dia seguinte.

Na sequência da detenção, a GNR apreendeu-lhes uma viatura, um telemóvel, 390 zoletes (moeda polaca) e diversas peças de vestuário.

Os suspeitos estão indiciados por oito furtos, quatro simples e quatro qualificados