“Várias ações de fiscalização de estabelecimentos de diversão noturna, realizadas no Comando Metropolitano do Porto nos últimos dois meses (…), permitiram sinalizar várias situações irregulares".