Um homem retaliou a tiro sobre dois seguranças do Porto, sem os conseguir atingir, após se desentender com um deles numa superfície comercial do Porto, anunciou a Polícia Judiciária (PJ), que deteve o suspeito.

Os factos ocorreram pelas 19:00 de segunda-feira “na sequência de um desentendimento entre o arguido e os ofendidos, vigilantes de uma superfície comercial” do Porto, segundo comunicado da Diretoria do Norte da PJ.

A Diretoria do Norte da PJ escusou-se a adiantar a superfície comercial onde ocorreram os factos, mas outra fonte policial disse tratar-se de um supermercado da cadeia Lidl.

“Descontente com uma advertência feita por um dos ofendidos por estar a consumir produtos no interior de uma loja, o arguido, já na via pública, muniu-se de uma arma de fogo e disparou duas vezes na direção das vítimas, não as atingindo por as mesmas se terem refugiado no estabelecimento”, detalha o comunicado policial.

Das diligências efetuadas resultou a apreensão da arma de fogo que a PJ associa ao cometimento dos crimes.

O detido, de 19 anos, está indiciado pela prática de dois crimes de homicídio na forma tentada, um de detenção de arma proibida e outro de dano, aguardando ainda o primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.