O coordenador da task force de vacinação contra a covid-19 anunciou esta quinta-feira que Portugal está perto de atingir os 85% de população totalmente vacinada, algo que deve acontecer nas últimas semanas de setembro.

Mas há várias semanas que o país é apontado como um sucesso na vacinação, sendo mesmo aquele que está mais avançado em todo o mundo, de acordo com os dados do website OurWorldinData.

Isso mesmo está a fazer eco nos meios de comunicação internacionais, que destacam o sucesso no processo em Portugal, bem como a figura do vice-almirante Henrique Gouveia e Melo. É o que faz esta quinta-feira a agência Associated Press, que alimenta vários jornais e websites em todo o mundo, e cuja notícia está a ser divulgada por meios de comunicação como o Washington Post.

Escreve aquela agência que "muito do crédito" vai para o vice-almirante, que "com a sua equipa formada por três ramos das Forças Armadas se encarregou da vacinação em fevereiro".

A dias de atingir o objetivo dos 85% de população vacinada, a acompanhar o sucesso na administração das vacinas está a descida da taxa de infeção e das hospitalizações.

Baixaram para os níveis mais baixos nos últimos 18 meses. Portugal pode acabar a grande maioria das restrições em outubro", destaca a AP, sendo que algumas dessas decisões devem ser conhecidas esta quinta-feira no Conselho de Ministros.

Este é um objetivo "muito cobiçado por vários países", como refere a agência, até porque o surgimento da variante Delta veio baralhar as contas de muitos países.

Novamente sobre Henrique Gouveia e Melo, a AP diz que este se tornou um "nome familiar" em Portugal, aparecendo regularmente em público, nomeadamente para responder a preocupações relacionadas com o programa de vacinação.

Facilmente reconhecível, até por detrás da máscara, devido aos seus olhos azuis, ao cabelo grisalho e aos 1,93 metros, é muitas vezes saudado nas ruas pelos populares", continua a agência, que fala numa "escolha inspirada".

O mesmo destaque é feito pelo jornal francês Liberation, que até começa por relembrar o "péssimo começo" do ano de 2021, em que Portugal chegou a ter 300 mortes diárias e mais de 16 mil casos.

Apontando à meta dos 85% de população vacinada, escreve aquela publicação que Portugal é um dos países mais avançados no processo, destacando também o vice-almirante, mencionando a condecoração dada pelo Presidente da República.

Euronews também se foca no avanço do plano de vacinação, referindo a "maior taxa de vacinação em todo o mundo", o que vai permitir um alívio nas restrições ainda em prática.

António Guimarães