Os contratos especiais celebrados pelo Hospital de Braga com enfermeiros no contexto da pandemia da covid-19 que terminavam no final de novembro, já se encontram autorizados, convertendo-se em contratos sem termo, anunciou hoje aquela unidade.

Em comunicado, o Hospital de Braga acrescenta que já estão autorizados 50 contratos, a que se juntarão mais 28 até final de dezembro, perfazendo assim o número total de enfermeiros contratados à luz daquele regime excecional.

O Conselho de Administração reforça assim a necessidade "da continuidade destes profissionais no Hospital de Braga, comprovando que, em momento algum, foi sua intenção abdicar dos mesmos”, refere ainda o comunicado.

Estes enfermeiros têm estado a receber cartas dando conta da caducidade dos respetivos contratos, em que a administração do hospital sublinhava que isso só não aconteceria se houvesse autorização expressa para alteração do vínculo para sem termo.

A eventual dispensa daqueles profissionais tinha sido denunciada, no início do mês, pela Ordem e pelo Sindicato dos Enfermeiros Portugueses

/ DA