A Polícia Judiciária de Braga deteve um bombeiro de 33 anos, suspeito de ter ateado três incêndios florestais em Póvoa de Lanhoso, em apenas dois dias.

Em comunicado, a PJ acrescenta que o suspeito terá ateado três focos de incêndio, a 8 e 9 de abril, “para depois dar o alerta e proceder ao seu combate, visto integrar há cerca de meio ano o corpo de bombeiros”.

O detido, que trabalha numa empresa de recolha e tratamentos de lixos, vai ser presente às autoridades judiciárias competentes, para aplicação das respetivas medidas de coação.