A Praia do Cabedelo, na Figueira da Foz, conta a partir desta segunda-feira com iluminação à noite para permitir a prática de surf e ‘bodyboard’ para lá do pôr-do-sol.

A iluminação da praia situada na margem esquerda do Mondego, junto ao molhe sul, vai ser ligada hoje pela primeira vez, entre as 20:00 e as 00:00, para garantir a prática de “diferentes desportos de deslize” à noite, afirmou o município da Figueira da Foz.

A instalação de iluminação, investimento de 75 mil euros, surgiu de uma proposta no Orçamento Participativo da Figueira da Foz, que não venceu, mas que o município decidiu aproveitar, “pelo número de participantes e de votantes tão significativo”, disse à agência Lusa o presidente da Câmara da Figueira da Foz, Carlos Monteiro.

Em 2019, houve uma experiência piloto para testar a iluminação das ondas, com uma estrutura temporária.

A iluminação que hoje é inaugurada irá funcionar das 20:00 até às 00:00 todos os dias, pelo menos até “outubro ou novembro”.

Neste período experimental, estamos a articular com o comandante do Porto e com as associações e escolas de surf que funcionam no Cabedelo, até criarmos um regulamento”, salientou.

Posteriormente, será a Capitania que dará o aval, mediante as condições do mar, sendo apenas o sistema ligado “mediante solicitação de escolas de surf ou de alguma associação que surja para esse efeito”, explicou.

Não queremos que esteja ligado para nada, quer por questões económicas, quer por questões ambientais”, frisou Carlos Monteiro.

De acordo com o presidente da Câmara da Figueira da Foz, o horário deverá ser antecipado, encurtando também a hora final.

O sistema funciona em telegestão, podendo ser ligado ou desligado de qualquer ponto.

“Na nossa perspetiva, isto terá impacto. É uma oferta diferenciadora. Não conheço nem em Portugal nem na Europa nenhuma zona de prática de surf e bodyboard com iluminação noturna”, destacou Carlos Monteiro, notando ainda que este sistema poderá também ser útil para provas e campeonatos, pois “o limite de tempo não será tão apertado”.

A intervenção foi integrada numa obra de requalificação de toda a zona do Cabedelo, que contou com duas empreitadas (uma de 2,6 milhões de euros e outra de dois milhões de euros), em que foi feito um reforço do cordão dunar, uma valorização da praça, a criação de mais parques de estacionamento e passadiços, referiu.

/ RL