Uma mulher detida pela Polícia Judiciária quando pretendia entregar 1.200 doses de heroína, no valor de 12.000 euros, ao seu companheiro, preso no Estabelecimento Prisional de Coimbra, ficou em prisão preventiva, anunciou esta terça-feira aquela estrutura policial.

«A detida preparava-se para visitar o seu companheiro, detido naquele Estabelecimento, a quem pretendia entregar o estupefaciente, tendo-lhe sido apreendidas mil e duzentas doses de heroína, com um valor superior a doze mil euros, que ocultava no interior do seu corpo. Foram-lhe ainda apreendidos cem euros em numerário», explica a Polícia Judiciária (PJ), Diretoria do Centro, em comunicado.

A PJ diz também que a operação teve o apoio do Estabelecimento Prisional de Coimbra.

A detida tem 30 anos, não tem antecedentes criminais e está desempregada.

A PJ de Coimbra anunciou também hoje outro caso semelhante: neste, a detida procurava também levar 200 doses de haxixe ao companheiro, detido no mesmo estabelecimento prisional.

Detida pela PJ, a mulher, de 39 anos, igualmente sem antecedentes criminais, ficou obrigada a apresentações trissemanais às autoridades.
Redação / LF