Os reclusos da cadeia de Paços de Ferreira vão ter de pagar oito euros mais IVA pelo almoço de Natal com a família. A Direção-Geral dos Serviços Prisionais afirma que a medida está prevista na lei, mas a Associação Portuguesa de Apoio ao Recluso (APAR) contesta o pagamento, e vai pedir esclarecimentos à ministra da Justiça.

A informação foi afixada no estabelecimento prisional.

A refeição é composta por bacalhau frito ou bacalhau grelhado, acompanhada por batata frita, salada e sobremesa. Em relação a isto, a APAR considera que se trata de uma ementa pobre para o valor em causa.

TVI contactou a Direção-Geral dos Serviços Prisionais, que admitiu que os reclusos têm direito ao almoço de Natal sem qualquer encargo acrescido.

Mas, segundo uma lei de 2011, todos os presos que pretendam receber visitas terão de assumir esse encargo.

A REFEIÇÃO É  COMPOSTA POR BACALHAU FRITO OU FRANGO GRELHADO ACOMPANHADA DE BATATA PÁLA-PÁLA ..SALADA E SOBREMESA.
A ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE APOIO AO RECLUSO CONSIDERA QUE SE TRATA SE UMA EMENTA POBRE PARA O VALOR A PAGAR.

VIVO JÁ IDENT

A TVI CONTACTOU A DIREÇÃO GERAL DE SERVIÇOS PRISIONAIS….EM COMUNICADO ADMITE….QUE OS RECLUSOS TÊM DIREITO AO ALMOÇO DE NATAL FORNECIDO SEM QUALQUER ENCARGO…
CONTUDO…TODOS QUE PRETENDAM RECEBER VISITAS….. TERÃO QUE ASSUMIR O PAGAMENTO DAS REFEIÇÕES CONFORME O PREVISTO NA LEGISLAÇÃO EM VIGOR DESDE 2011.

/ AG