«preocupante sinal de um tempo menos democrático»







recorrer-se-á às instâncias comunitárias

despacho de 14 de Junho de 2006 do presidente do Conselho Executivo





as professoras recorreram para o Tribunal Central Administrativo-Sul





Uma das professoras visadas