Já alguma vez reparou nas antenas de telecomunicações que estão à sua volta? Perto da sua casa? Da escola dos seus filhos? Provavelmente sim, mas já pensou nos perigos que estes equipamentos representam para a sua saúde?

Há inúmeros estudos científicos que ligam as antenas que emitem o sinal das redes móveis a doenças neurológicas ou cancros. No dia a dia, nem nos apercebemos de que estamos em contacto com este tipo de radiação e não assumimos uma posição.

Ao contrário da comunidade de uma escola, em Vila Nova de Famalicão, que foi surpreendida com a colocação de uma antena a apenas cinco metros do recinto e tomou medidas. Esta antena foi colocada no recinto de um lar de Idosos que, por lei, teria de ter consultado a escola antes da instalação do equipamento. Mas isso nunca aconteceu.

O Lar São João de Deus, propriedade da Santa Casa da Misericórdia, aceitou a colocação da antena da NOS sem solicitar estudos que analisassem o impacto para a saúde dos seus utentes e comunidade envolvente. Confrontado com esta situação, o lar não falou com a TVI.

A comunidade escolar do Agrupamento D.ª Maria II mobilizou-se e está contra a permanência do equipamento. Os pais, professores e alunos já fizeram inclusive manifestações para pedir a retirada da antena.

A TVI contactou a NOS, proprietária da antena, o Lar São João de Deus e a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, que não quiseram prestar declarações.

Alexandra Borges