Corre tudo bem com os seguros até precisarmos deles e, uma coisa é certa, todos os contratos beneficiam sempre as seguradoras. No livro de reclamações desta terça-feira vamos medir este braço de ferro em que os clientes são sempre o elo mais fraco.

Amélia fez um seguro de vida que juntou ao seu crédito à habitação. Os problemas com a seguradora e o banco começaram no dia em que foi reformada por invalidez.

Chegou a viver com apenas 60 euros. Tudo para nunca deixar de pagar a prestação da casa que, por lei, devia passar a ser paga pelo seguro. Durante 10 meses a seguradora atrasou o processo com pedidos de vários relatórios médicos.

Este processo arrastava-se há quase um ano e, com a intervenção da TVI, ficou resolvido em apenas uma semana. O banco vai pagar a casa a Amélia na totalidade, tal como estava previsto no contrato com a seguradora. Vale a pena denunciar no nosso livro de reclamações.

Registe a sua queixa em aborgesqueixas@tvi.pt