A Câmara Municipal do Seixal fez ajustes diretos no valor de quase 800 mil euros, a cinco militantes do partido. Ex-autarcas e ex-candidatos de listas do PCP, que perderam câmaras comunistas nas últimas eleições autárquicas, foram assim beneficiados com contratos milionários adjudicados pela autarquia do Seixal.

E, apesar de ser uma das câmaras mais endividadas do país, foram comprados dois carros de luxo que custaram mais de 100 mil euros, entre os quais uma viatura tipo escritório.