Vários clientes do Montepio apontam o dedo a um simples gestor de conta, José António Pereira, que se desloca num Jaguar de luxo.

Para se ter uma ideia, trata-se do mesmo modelo de carro usado pela família real inglesa e pelo governo britânico.

Uma investigação TVI conseguiu reunir provas da megafraude, que já está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

Apesar de haver já várias queixas, a administração do banco Montepio mantém em funções o funcionário, que chega a ameaçar os clientes.

Em causa poderão estar também pagamentos suspeitos a uma acompanhante de luxo.