O Governo aprovou, esta quinta-feira, a criação do Sistema Nacional de Alerta e Aviso que tem como objetivo informar a população sobre a ocorrência de situações de emergência.

A versão final do novo Sistema Nacional de Alerta e Aviso foi aprovada depois de ter sido apreciada no Conselho de Ministro de 25 de outubro.

Segundo o comunicado de hoje do Conselho de Ministros, o Sistema Nacional de Alerta e Aviso está previsto na Estratégia Nacional para uma Proteção Civil Preventiva.

Este regime vai assegurar, de forma eficaz, a partilha de avisos e alertas entre os diversos agentes de proteção civil e a sua divulgação à população”, adianta o comunicado.

Através deste sistema, a ANPC "recebe as informações no âmbito da monitorização do risco e, sempre que se justifique, emite avisos à população e alertas especiais aos agentes de proteção civil, de modo a reforçar as medidas preventivas para a segurança de pessoas e bens, face à iminência ou ocorrência de acidente grave ou catástrofe", referia o comunicado do Conselho de Ministros de 25 de outubro.

No último verão, a ANPC enviou mensagens de telemóvel aos cidadãos que se encontrem em zonas de risco eminente de incêndio quando for declarado o nível mais elevado de alerta.