Mais de 1300 incêndios rurais deflagraram este ano no país, sendo maioritariamente fogos de reduzida dimensão, avançou, esta quarta-feira, à agência Lusa a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Entre 1 de janeiro e 17 de março, a ANPC registou 1.344 incêndios, que provocaram 1.608 hectares de área ardida.

Segundo a ANPC, a maior parte da área ardida provocada por estes incêndios de inverno foi em matos, 1.192 hectares, seguido de povoamentos (382) e de agricultura (34).

A Proteção Civil indica também que, até 17 de março, se registaram mais fogos nos distritos de:

  • Vila Real - 201
  •  Viseu - 190
  • Porto - 185

Mas “em qualquer um dos casos, os incêndios são maioritariamente de reduzida dimensão”, não ultrapassando um hectare.

A ANPC precisa igualmente que o distrito mais afetado em área ardida são:

  • Vila Real - com 451 hectares - cerca de 28% da área total 
  • Braga - com 272 hectares - 17% do total
  • Viseu - 249 hectares - 15% do total

Os 1.344 incêndios que deflagram em pleno inverno foram combatidos por 13.056 operacionais e envolveram 3.873 veículos e 212 meios aéreos.