Portugal enfrenta nas próximas 48 horas uma vaga de grande risco de incêndio, o que leva as autoridades a pedirem a máxima precaução em todo o país, em específico nos 89 concelhos em risco máximo.

Assim, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) emitiu os seguintes conselhos à população:

  • Proibido fazer Queimadas Extensivas sem autorização. Informe-se na sua câmara municipal ou pelo 808 200 520;
  • Proibido fazer Queima de Amontoados sem autorização. Informe-se na sua câmara municipal ou pelo 808 200 520;
  • Proibido utilizar fogareiros e grelhadores em todo o espaço rural salvo se, usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados, para o efeito;
  • Proibido fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais;
  • Proibido lançar balões de mecha acesa e foguetes. O uso de fogo-de-artifício só é permitido com autorização da câmara municipal. 
  • Proibido fumigar ou desinfestar apiários exceto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas;
  • Proibido usar motorroçadoras (exceto se possuírem fio de nylon), corta-matos e destroçadores nos dias de Risco Máximo. Evite o uso de grades de discos;
  • Obrigatório usar dispositivos de retenção de faíscas e de tapa-chamas nos tubos de escape e chaminés das máquinas de combustão interna e externa nos veículos de transporte pesados e 1 ou 2 extintores de 6 Kg, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a 10 toneladas.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou mais de 80 concelhos de 11 distritos do país em risco máximo de incêndio. Os distritos abrangidos são: Braga, Porto, Viseu, Vila Real, Bragança, Guarda, Coimbra, Castelo Branco, Santarém, Portalegre e Faro.

O IPMA colocou também vários concelhos de todos os distritos do continente (18) em risco muito elevado e elevado de incêndio.

Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

As temperaturas mínimas, para esta segunda-feira, vão oscilar entre os 15 graus Celsius (no Porto) e os 25 (em Portalegre) e as máximas entre os 26 (em Aveiro) e os 40 (em Castelo Branco).

Também a ANEPC alertou esta segunda-feira para a formação de um "cocktail meteorológico" que pode levar à rápida propagação de fogos.

António Guimarães