A 2.ª Divisão da PSP de Lisboa deteve na quarta-feira, na afreguesia de Marvila, "um homem, com 31 anos de idade, por ser suspeito da prática de um crime de simulação de crime".

Em comunicado, a PSP adianta que "o suspeito deslocou-se a um departamento policial para apresentar uma denúncia pelo roubo do seu telemóvel, tendo sido iniciado a elaboração do respetivo auto".

De imediato, foram "mobilizados meios policiais no sentido de obter dados que permitissem conduzir à identificação dos suspeitos, bem como a de ativar a geolocalização do aparelho que teria sido roubado".

No seguimento das diligências efetuadas, verificaram-se diversas incongruências e contradições entre a narrativa da alegada vítima e os factos praticados, levando os polícias da PSP a questionar a veracidade da denúncia", salienta o comunicado.

Face às contradições detetadas, o queixoso, agora detido, "acabou por assumir que havia simulado o crime de roubo, tendo em vista o ressarcimento do montante correspondente ao valor inscrito no seguro, por ser a única forma de assegurar a devolução compensatória".

O detido foi presente no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa – Juízo Local de Pequena Criminalidade, tendo sido aplicada a suspensão provisória do processo", refere o comunicado.

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP salienta ainda que "já desmascarou no presente ano mais de 35 (trinta e cinco) situações de simulação de crime de roubo alegadamente cometidos na área metropolitana de Lisboa".