A PSP de Vila Real identificou um homem de 58 anos pela suspeita da prática de atos exibicionistas perante mulheres em locais públicos, como o parque Corgo e junto a residências universitárias.

A polícia contou, em comunicado divulgado nesta terça-feira, que durante os últimos meses foram relatados atos exibicionistas praticados por um indivíduo em locais próprios para a prática de atividades ao ar livre na cidade de Vila Real, como os parques florestal e Corgo e junto à zona residencial de estudantes da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

Segundo a PSP, o suspeito “escolhia locais de pouco movimento e mostrava os órgãos genitais” a mulheres, enquanto estas “praticavam corridas ou caminhadas, causando-lhes medo e inquietação”.

A polícia disse que, de imediato, efetuou o reforço de policiamento nos locais indicados, através das equipas ciclopatrulhas e de vigilâncias discretas realizadas por polícias da investigação criminal.

Este trabalho culminou com a identificação do suspeito, tendo por base a recolha das características físicas que foram sendo recolhidas.

O suspeito foi ainda submetido a um reconhecimento formal, o qual se revelou positivo, tendo sido identificado por algumas vítimas como o indivíduo que praticou os atos exibicionistas.

Segundo fonte policial, duas mulheres apresentaram queixa formal e mais cinco reportaram a ocorrência.

O processo vai agora ser remetido para o Ministério Público.