Há dias que correm mal até para carteiristas. Dois homens assaltaram, em Lisboa, uma mulher sem saber que esta era agente da Polícia de Segurança Pública (PSP) e acabaram detidos.

Segundo um comunicado das autoridades, tudo aconteceu no passado dia 10 de dezembro, no interior da estação do Metropolitano do Martim Moniz, quando a agente, não identificada pela PSP, se dirigia para o trabalho e foi abordada por dois homens sob o pretexto de a ajudarem a transportar as malas. Um deles retirou-lhe o telemóvel do bolso do casaco e esta apercebendo-se do crime “prontamente intercetou o carteirista com o seu telemóvel sendo que o segundo encetou fuga”.

A agente avisou os colegas da PSP que acabaram por intercetar o segundo “suspeito em fuga”.

Os detidos, com 23 e 29 anos de idade são, segundo o comunicado da PSP, “sobejamente conotados com este crime”. Nos últimos meses, tinham já sido “detidos e indicados em mais de 15 situações idênticas” e estavam ambos com “penas de prisão suspensas”.

Entretanto já foram presentes na Instância Local de Pequena Criminalidade, para 1.º interrogatório judicial, “tendo sido libertados com leitura de sentença adiada para nova data”.