Um “pó químico" foi encontrado esta sexta-feira no porão de um avião no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, disse à agência Lusa fonte oficial do Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP.

O Cometlis indicou que recebeu o alerta pelas 14:58, acrescentando que a aeronave em causa pertence “às linhas aéreas suíças” e que elementos policiais montaram um perímetro de segurança, enquanto a operação está a cargo do Regimento de Sapadores Bombeiros (RSB) de Lisboa.

À Lusa, fonte dos RSB de Lisboa afirmou tratar-se de “sacos rompidos” que contêm um pó, sem especificar qual.

Pelas 17:55, estavam no local da ocorrência, classificada como "radiológicos, dentro de uma instalação", ainda dada como ativa, 17 operacionais e quatro veículos, de acordo com a página oficial da internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

A Lusa contactou a ANA-Aeroportos de Portugal, gestora do aeroporto, mas até ao momento não obteve respostas.

Avião aguarda autorização para descolar

O avião no qual foi encontrado “pó químico" no porão pertence à Swiss International, disse à agência Lusa esta companhia aérea da Suíça, acrescentando que a aeronave aguarda autorização para descolar para Zurique.

De acordo com a página da internet da ANA – Aeroportos de Portugal, gestora aeroportuária, estava previsto que o voo com o número LX20851 tivesse descolado para Zurique às 14:35, mas a última atualização indica que a descolagem está agora agendada para as 18:10, depois de já ter descolagem prevista para as 17:30.

Fonte oficial da Swiss International explicou à Lusa que as autoridades portuguesas “estão a investigar uma substância” encontrada no porão do avião, sem informar qual, o que obrigou à saída dos passageiros e da tripulação para o exterior da aeronave.

Substância encontrada em avião no aeroporto de Lisboa não constitui perigo para a saúde 

A substância encontrada hoje no porão de um avião da Swiss International no Aeroporto de Lisboa não constitui “perigo para a saúde humana”, prevendo-se que a aeronave descole ao início da noite, indicou a ANA.

Numa declaração escrita enviada à agência Lusa, a ANA - Aeroportos de Portugal refere que, “após avaliação da substância pela equipa especializada dos Bombeiros Sapadores de Lisboa, conclui-se que não há perigo para a saúde humana”.

Contudo, a ANA não adianta qual a substância encontrada no avião.

Ainda segundo a ANA, pelas 19:00 o perímetro de segurança já tinha sido levantado, “prevendo-se que a aeronave esteja pronta para descolar em breve”.

No ‘site’ da ANA, às 19:15 já era dada a indicação que os passageiros do voo da Swiss Internacional para Zurique, que deveria ter descolado às 14:35, estavam a embarcar.

Ao início da tarde, fonte oficial do Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP disse à Lusa que tinha sido encontrado um “pó químico” no porão de um avião no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

O Cometlis indicou que recebeu o alerta pelas 14:58 e que elementos policiais tinham montado um perímetro de segurança, estando a operação a cargo do Regimento de Sapadores Bombeiros (RSB) de Lisboa, que tem elementos preparados com equipamento NBQ (Nuclear, Biológico e Químico).

À Lusa, fonte dos RSB de Lisboa afirmou tratar-se de “sacos rompidos” que continham um pó, sem especificar qual.

Estiveram no local 17 operacionais e quatro veículos, de acordo com a página oficial da Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.