Um homem de 27 anos foi detido pela Polícia de Segurança Pública, em Lisboa, por suspeitas de ter esfaqueado um turista junto ao Castelo de São Jorge. O indivíduo é suspeito da prática de dois crimes de ofensas à integridade física qualificada (um deles na forma tentada), um crime de tráfico de estupefacientes, um crime de falsificação de documento e um de falta de habilitação legal.

Segundo o comunicado da PSP, as agressões aconteceram no sábado. Um turista circulava a pé na zona do Castelo de São Jorge e deu um pequeno toque inadvertido numa viatura que ali passava. O suspeito, um dos ocupantes da viatura, tentou agredir o homem com uma arma branca. Não o conseguiu porque foi impedido por populares, mas outro turista, de 72 anos, que tentou ajudar o primeiro, acabou atingido na zona lombar.

A vítima que ficou ferida teve de ser hospitalizada.

Cerca das 21:00, os polícias conseguiram localizar a viatura utilizada pelo suspeito das agressões e o próprio indivíduo. Ao ser abordado pelos polícias, o suspeito agrediu-os e encetou fuga apeada, deixando a viatura para trás. Foi perseguido e acabou por ser detido no Bairro de Alfama.

As autoridades encontraram droga no carro indivíduo e descobriram que a carta de condução que apresentou era contrafeita. 

Na viatura do suspeito foi ainda detetado produto estupefaciente, tendo igualmente sido realizada uma busca domiciliária que resultou na apreensão de vários artigos. A carta de condução que o detido apresentou para se identificar, após análise detalhada, apurou-se ser contrafeita, motivo pelo qual o mesmo incorre igualmente no crime de falsificação de documento e, por consequência, conclui-se que exercia a condução sem habilitação legal, pois não possuía qualquer outro documento que o habilitasse a tal", lê-se no comunicado.

Os lesados e testemunhas da agressão acabaram por reconhecer presencialmente o suspeito como sendo o autor dos factos narrados.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial no Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa, tendo-lhe sido decretada a medida de coação de apresentações diárias.

/ SS