Os polícias pretendem "mostrar o desagrado" em relação aos problemas que afetam a classe, de acordo com o comunicado divulgado esta terça-feira pelo SPP.

Após uma reunião, o SPP considera ”urgente” a publicação do novo regulamento disciplinar da polícia e a entrada em vigor do diploma que estabelece até três dias de prémio de desempenho/férias.

O sindicato considera igualmente urgente que se proceda às colocações, nos índices remuneratórios devidos a todos os polícias, nomeadamente aos agentes e subcomissários que se encontram na primeira posição remuneratória.

Por outro lado, o sindicato considera insuficiente a admissão de 300 novos agentes para 2017, anunciados pela ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa.

A estrutura sindical também afirma que é necessário dotar das forças de segurança de meios materiais e que se cumpra, “na íntegra”, o Estatuto Pessoal da Polícia de Segurança Pública (PSP).