A PSP apreendeu mais de 20 mil artigos pirotécnicos e uma tonelada de produtos explosivos/matérias perigosas nos distritos de Braga e Aveiro no âmbito da operação “Pyro Control”.

Em comunicado, a PSP refere que a operação, que está a decorrer desde segunda-feira, visa fiscalizar os operadores económicos e cidadãos com atividade naquela área.

A PSP fez duas ações de fiscalização nos distritos de Aveiro e Braga que visaram oficinas pirotécnicas com atividade de fabrico, comércio e lançamento de fogo-de-artifício cuja autorização de exercício da atividade foi recentemente revogada, com a consequente obrigação legal de encerrar as instalações e proceder à alienação ou destruição de todos os produtos explosivos.

No âmbito das fiscalizações foram apreendidos 230 quilos de pólvora, 3.080 metros de cordão detonante, balonas e 21.071 unidades de fogos de artificio, 165 quilos de metais em pó e 650 quilos de matérias comburentes.

Foram registados dois autos de notícia pela prática do crime de desobediência, tendo duas pessoas sido constituídas arguidas e sujeitas a termo de identidade e residência.

A PSP recomenda o cumprimento de todas as normas legais previstas na utilização de artigos de pirotecnia e fogo-de-artifício, quer pelos profissionais da área quer por particulares, especialmente no que concerne às condições de transporte e armazenamento dos artigos pirotécnicos, por forma a minimizar o risco de acidentes para os próprios e/ou para terceiros.

Recomenda igualmente que sejam cumpridas as distâncias de segurança dos locais de lançamento, as suas instruções de funcionamento, bem como não tocar em artigos não deflagrados.

A PSP reitera que a informação sobre os locais licenciados de comércio e fabrico de artigos de pirotecnia e fogos-de-artificio poderá ser consultada no portal ou em qualquer Núcleo de Armas e Explosivos da PSP.

/ CM