A tia de Spencer, o bebé de 18 meses que morreu no último sábado, em Lagos, depois de cair de um segundo andar, contou que o acidente ocorreu quando a mãe limpava a casa e abriu a janela do quarto para arejar a divisão.

O pai do menino, que já nasceu em Portugal, é britânico e a mãe de 28 anos é australiana. Viviam há três anos no Algarve, para onde se mudaram para gerir um pequeno negócio, e foi a um jornal australiano que Jess Marach contou os pormenores da tragédia que ocorreu pelas 9:30 horas de sábado.

“Ela contou-me que andava a limpar a casa e o Spencer andava atrás dela como sempre faz. Ela abriu um pouco a janela no quarto do menino para arejar o apartamento e secar o chão molhado”, contou a irmã ao news.com.au.

A australiana detalha ainda que quando a mãe deixou de ouvir o bebé foi à procura dele.

“Ela explicou que o menino estava a brincar na casa-de-banho, a bater nos armários, e que ela lhe disse para parar. Ele seguiu-a para a sala e a minha irmã continuou a limpar até o deixar de ouvir. Pensou que o menino estava a “fazer asneiras”, como as crianças fazem quando há silêncio, e foi à procura na casa-de-banho. Não o encontrou lá, foi ao quarto e também não o viu”, contou.

A irmã da mãe adianta que a jovem australiana entrou de imediato em pânico antes mesmo de perceber que a janela estava totalmente aberta. O menino de 18 meses conseguiu subir até ao parapeito, alegadamente pelo berço, e acabou por cair de uma altura de sete metros. 

Foram os vizinhos no local que acabaram para alertar a mãe e chamar as autoridades. O bebé foi prontamente socorrido pelo INEM e levado para o hospital de Faro onde ficou com prognóstico reservado, tendo acabado por morrer no domingo.