Uma mulher de 53 anos foi assassinada, esta quarta-feira, em Olhão, em contexto de violência doméstica. O alerta foi dado, às 19:20, pelo filho do casal, um jovem de 15 anos que, depois de o pai lhe ter dito que tinha havido uma discussão, conseguiu aceder ao apartamento e encontrou o corpo da mãe.

Segundo a TVI24 conseguiu apurar, o suspeito é o companheiro, de 82 anos, que tem cadastro já há vários anos por violência doméstica e que se colocou em fuga após o crime. Ao final da noite, cerca de oito horas depois do crime, o homem entregou-se na esquadra da PSP.

Foi, entrentato, formalmente, detido pela Polícia Judiciária, por "fortes indícios da prática do crime de homicídio qualificado".

"A vítima foi agredida com recurso a arma branca, sendo-lhe provocadas graves lesões torácicas que terão estado na origem da morte", indica a PJ, em comunicado, acrescentando que, no momento do crime, nenhum dos filhos se encontrava em casa.

Os familiares da vítima criticam as autoridades por nada terem feito ao longo dos anos, uma vez que a mulher já tinha apresentado queixa contra o companheiro por violência doméstica.

Para além do filho de 15 anos, o casal era ainda pai de uma menina de cinco anos que está agora aos cuidados de familiares.

No local esteve a PSP de Olhão, a Brigada de investigação da PSP e a Polícia Judiciária. Ambas as forças de segurança estão a efetuar diligências em conjunto.

O detido vai, agora, ser presente a interrogatório Judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

 
Daniela Rodrigues Marisa Rodrigues Andreia Miranda / CM - Notícia atualizada às 13:00 de 09/07