A tartaruga gigante "Quinas" foi devolvida ao mar, esta quarta-feira, em Lagos. O animal, que pesa cerca de 300 quilos, tinha sido resgatado há 49 dias, depois de ter ficado preso numa rede de pesca, na Meia Praia.

Após o resgate, a tartaruga ficou a cargo do Zoomarine de Faro, que alimentou e cuidou de "Quinas" até regressar ao seu habitat natural. O animal foi avistado por banhistas na Meia Praia, em Lagos, onde esteve cerca de três horas a lutar para se libertar dos cabos da rede de pesca. Os nadadores salvadores que estariam ao serviço nesse dia, foram avisados por populares e, posteriormente, levaram "Quinas" para o porto de abrigo do Zoomarine.

O Quinas já está em alto mar! Um grande orgulho, satisfação e agradecimento a todos os envolvidos na operação de resgate, reabilitação e devolução do Quinas, que durou 49 dias", escreveu o Zoomarine na sua página na rede social Facebook.

A tartaruga macho foi devolvida ao mar 10 milhas a sul de Portimão, a bordo de uma corveta da Marinha Portuguesa.

Este é um momento que não esperava que fosse possível”, revelou Élio Vicente, diretor do Porto d’Abrigo do Zoomarine, citando a Agência Lusa.

A bordo da corveta, aquele responsável agradeceu às muitas pessoas que “recorrentemente enviaram medusas que serviram de alimento a esta tartaruga” e ao Instituto Português do Mar e da Atmosfera que, diariamente, enviou informação “dos locais onde havia mais medusas”, para facilitar a sua apanha.

No dorso do "Quinas" ficou instalado um aparelho de monitorização via satélite que vai permitir acompanhar o percurso do animal durante os próximos 36 meses.

O Quinas é um macho da espécie Dermochelys coriácea, a maior espécie de tartarugas marinhas. Mede cerca de dois metros e pesa cerca de 300 quilos.

/ AG