Doze regiões de Portugal apresentam esta terça-feira risco «muito alto» de exposição à radiação ultravioleta (UV), de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Com um nível «muito alto» estão as regiões de Aveiro, Bragança, Braga, Coimbra, Funchal, Lisboa, Porto, Setúbal, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real e Santa Cruz das flores.

O IPMA aconselha, nestes casos de nível «muito alto» de UV, a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol e protetor solar, sublinhando igualmente que se deve evitar a exposição das crianças ao Sol.

As regiões de Castelo Branco, Évora, Guarda, Leiria, Penhas Douradas, Portalegre, Porto Santo, Sines, Viseu, Horta, Angra do Heroísmo e Ponta Delgada apresentam hoje, segundo o IPMA, «risco alto» de exposição à radiação UV, pelo que que as pessoas são aconselhadas a usar óculos de sol com filtro UV, chapéu, t-shirt e protetor solar.

A radiação ultravioleta pode causar graves prejuízos para a saúde, se o nível exceder os limites de segurança, segundo o IPMA.

O índice desta radiação apresenta cinco níveis, entre o «baixo» e o «extremo», sendo o máximo o 11.

O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado, aumentando gradualmente de nebulosidade a partir do meio da tarde, com ocorrência de períodos de chuva fraca no final do dia., vento em geral fraco de noroeste, tornando-se gradualmente moderado, com rajadas da ordem de 60 km/h a partir do final da manhã, rodando para sudoeste e enfraquecendo no final do dia e descida acentuada da temperatura máxima.

Para os Açores e Madeira prevêem-se períodos de céu muito nublado e vento fraco a moderado.

Quanto às temperaturas, em Lisboa prevê-se uma máxima de 20 graus, em Faro 26, no Porto 17, no Funchal 21 e Ponta Delgada, Angra do Heroísmo e Santa Cruz das Flores 17.

Concelho do Sardoal em risco «máximo» de incêndio

O concelho do Sardoal, em Santarém, está hoje sob risco «máximo» de incêndio, de acordo com informação disponível na página do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) na Internet.

O IPMA indica também que vários concelhos dos distritos do Porto, Aveiro, Coimbra, Castelo Branco, Santarém, Setúbal, Portalegre e Évora estão hoje sob risco «muito elevado».

No Porto estão sob risco «muito elevado» de incêndio os concelhos de Gondomar e Valongo, em Aveiro, os de Castelo de Paiva e Arouca, em Coimbra, o concelho da Pampilhosa da Serra e em Castelo Branco, Vila de Rei, Sertã e Oleiros.

Mação, Constância, Vila Nova da Barquinha, Chamusca, Golegã e Coruche (distrito de Santarém), Moita, Montijo e Alcácer do Sal (Setúbal), Portalegre, Castelo de Vide, Gavião, Ponte de Sor e Marvão (Portalegre) e Vendas Novas (Évora) são outros concelhos que estão hoje em risco «muito elevado» de incêndio.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, variando entre «reduzido» e «máximo».

O cálculo é feito com base nos valores, observados às 13:00, da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação ocorrida nas últimas 24 horas.

Na quarta-feira, arranca a fase «Bravo» (entre os dias 15 de maio e 30 de junho) de combate a incêndios florestais, seguindo-se as fases Charlie (01 de julho a 30 de setembro) e Delta (de 01 a 31 de outubro).
Redação / PP