A filha de antigo ministro de Cavaco Silva, Dias Loureiro, aparece referenciada numa investigação da justiça espanhola e terá sido mesmo alvo de buscas num processo que procura apurar suspeitas de corrupção, devido às ligações familiares que tem com os suspeitos.

Raúl Morodo e o filho Alejo estão a ser investigados num esquema de corrupção. Alejo é casado com a filha de Dias Loureiro e o pai foi embaixador espanhol na Venezuela. 

O jornal Público teve acesso a documentos que constam do processo e a Galp terá pagado mais de 300 mil euros aos dois. Em causa estarão presumivelmente negócios feitos com a petrolífera estatal venezuelana, no período entre 2008 e 2013. O Público diz também que a Galp não é única empresa portuguesa envolvida.

Um jornal espanhol já tinha denunciado uma ligação entre o antigo embaixador e o filho com António vitorino, que também foi ministro e é o atual diretor-geral da Organização Internacional das Migrações.

Ao Pbservador, a Galp confirma a contratação de ex-embaixador espanhol e do filho, mas rejeita qualquer relação com atos ilícitos na petrolífera venezuelana e nega qualquer relação com consultora de António Vitorino.

/ BC