A RENA – Associação das Companhias Aéreas em Portugal insistiu esta terça-feira na implementação de testes rápidos para a covid-19 nos aeroportos, salientando ainda que é urgente uma redução harmonizada das restrições impostas e o fim das quarentenas.

O apelo foi deixado na assembleia geral da RENA que elegeu os seus corpos diretivos para o triénio 2021-2023, tendo Paulo Geisler, representante da Lufthansa, sido reeleito presidente, por unanimidade, segundo um comunicado.

Estes testes rápidos dão aos passageiros e comunidade aeroportuária a certeza de que a saúde e segurança se mantêm no topo das prioridades e transmitem confiança”, disse Paulo Geisler, acrescentando que espera que “a vacinação venha rapidamente contribuir para a retoma”.

 

Urge a nível global uma redução harmonizada das restrições impostas e o fim das quarentenas”, sublinhou o presidente reeleito da RENA citado no comunicado.

A associação realça que a indústria aeronáutica internacional e a atividade turística foram dos setores mais afetados pela pandemia a nível global, “atravessando a maior crise de sempre”.

Em Portugal, segundo a RENA, registou-se uma diminuição de cerca de 80% do número de voos e de passageiros nos aeroportos portugueses e “a situação tem-se agravado com as restrições adicionais implementadas nas últimas semanas, que são ainda mais severas do que em qualquer momento de 2020”.

Outro dos temas abordados na assembleia geral foi “a cada vez mais estreita ligação com a IATA, associações de companhias aéreas noutros países e demais ‘stakeholders’” e ainda medidas de apoio ao setor, entre as quais a redução de taxas aeroportuárias, “o acesso a programas de incentivo por todos os agentes do setor e um rumo claro na política aeroportuária”, lê-se no documento.

A cooperação com a IATA e restantes parceiros da RENA é da maior relevância para um retomar robusto”, menciona Paulo Geisler.

Na reunião da RENA foram ainda eleitos, como membros da direção da RENA, Vilma Varga, representado a TAP Air Portugal, Cristina Ferreira, representando a Euroatlantic Airways, Alen Mlekuz, pela Qatar Airways, e Rui Apresentação, representante da SATA.

Carlos Brito (ex-diretor administrativo da Continental Airlines e ex-diretor financeiro da United Airlines) foi nomeado para secretário-geral, substituindo Paco Ayuso.

/ CE