A Força Aérea Portuguesa (FAP) resgatou no sábado à tarde o comandante, “que apresentava um estado clínico muito grave”, do 'Minerva Gloria', quando este navio grego navegava a 420 quilómetros a sudoeste da ilha Terceira, no arquipélago dos Açores.

O homem, com nacionalidade grega e 47 anos, apresentava um estado clínico muito grave e precisava de assistência médica urgente, tendo sido resgatado do navio pela tripulação de alerta nos Açores, da Esquadra 751 - 'Pumas', que opera o helicóptero EH-101 Merlin”, explica a FAP.

Em comunicado, a FAP acrescenta que, “devido às condições meteorológicas muito adversas no local, onde se registavam vagas de 12 metros e ventos de 74 quilómetros por hora”, foi empenhada uma aeronave P-3C CUP+, operada pela Esquadra 601 - 'Lobos'.

O P-3C CUP+ descolou da Base Aérea Nº11, em Beja, pelas 11:30, tendo chegado ao navio pelas 15:30.

O EH-101, que tinha descolado da Base Aérea Nº4, nas Lajes, pelas 11:45, chegou ao 'Minerva Gloria' pelas 15:35, tendo abandonado a zona de operações pelas 15:55.

O comandante do navio foi resgatado com sucesso e transportado até ao Aeroporto João Paulo II de Ponta Delgada, de onde foi encaminhado para o Hospital do Divino Espírito Santo (Ponta Delgada)”, refere a FAP.