No dia em que se celebra a Restauração da Independência, a TVI percorreu a fronteira, onde existem mais histórias que unem do que separam Portugal e Espanha. É o caso daquelas que encontrámos em Lamadarcos, uma aldeia portuguesa no concelho de Chaves, e em Olivença, uma cidade espanhola a poucos quilómetros de Elvas.

Antes do Tratado de Lisboa de 1864, Lamadarcos era considerado um "povo promíscuo", ou seja, uma terra portuguesa e espanhola. Havia até uma casa atravessada pela fronteira entre os dois países, local utilizado para contrabando: quem entrasse na sala estava em Portugal e, chegando à cozinha, estava em Espanha, ou seja, já não podia ser detido pelas autoridades portuguesas. 

Já em Olivença, antigo município português a sul de Elvas que tem atualmente 12 mil habitantes, 379 anos após a Restauração da Independência a questão da soberania continua a dividir Portugal e Espanha. Muitos oliventinos continuam com fortes ligações a Portugal e têm até dupla nacionalidade. No centro histórico da cidade, dezenas de ruas continuam a ter nome português.