A GNR anunciou esta quinta-feira ter recuperado 12 toneladas de metais não preciosos furtados de uma empresa de metalomecânica do concelho de Sines, no distrito de Setúbal, após os militares realizarem buscas domiciliárias.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o Comando Territorial de Setúbal da GNR, avançou que as 12 toneladas de metais não preciosos foram recuperadas hoje, no âmbito de uma investigação criminal desenvolvida após a detenção, no início deste mês, de três suspeitos.

Os três homens, entre os 35 e os 47 anos, foram detidos a 6 de fevereiro, pelo furto de metais não preciosos na Zona Industrial e Logística de Sines.

Na altura, os militares da Guarda apreenderam-lhes dois veículos de mercadorias, uma mesa de ferro no valor de 600 euros e várias ferramentas utilizadas no furto.

A detenção destes indivíduos, que na altura foram constituídos arguidos, permitiu aos militares da GNR apurarem que “os suspeitos estavam na posse de uma grande quantidade de metais não preciosos provenientes de furtos anteriores”, numa empresa de metalomecânica, no concelho de Sines.

De acordo com a GNR, “foi dado cumprimento a dois mandados de busca domiciliária que culminaram com a recuperação de cerca de 12 toneladas de metais não preciosos que se encontravam escondidos nas suas residências”.

Na sequência desta ação, que envolveu 12 militares do Destacamento Territorial de Santiago do Cacém da GNR, foram ainda elaborados quatro autos de contraordenação de âmbito ambiental e de proteção animal.

/ MJC